Barrinha de Cereais

Barrinhas de Cereais são, supostamente, um lanchinho prático, gostoso e nutritivo.
O problema é que as barrinhas industrializadas são práticas, porém nem sempre são muito gostosas e muitas vezes são pouquíssimo nutritivas.
Muitas delas possuem uma quantidade enorme de açúcar (em diversas formas) e um monte de aditivos químicos. E o que é pior: uma quantidade muito pequena de fibras, um nutriente importantíssimo para nosso organismo, presente nos cereais integrais.
Na hora de comprar, é imprescindível ler os rótulos, mas pra não restar dúvidas mesmo o melhor é fazer sua própria barrinha em casa. Dessa forma você pode escolher o sabor que mais gosta e ter certeza da qualidade nutricional, sem perder a praticidade.

Essa receita rende 18 barrinhas pequenas, porém que geram uma grande saciedade.
Guarde-as em um pote fechado ou embale-as uma a uma em plástico filme.
Duram, em média, 1 semana em temperatura ambiente ou 2 semanas na geladeira.

Barrinha

Lanches Intermediários

Alimentar-se de forma frequente, a cada 2 ou 3 horas é uma prática bastante interessante, podendo trazer diversos benefícios para a saúde e bem estar, como:

  • Manter os níveis de glicose no sangue constantes, evitando hipoglicemia e seus sintomas (diminuição de concentração, fraqueza, sonolência, tontura, tremores, etc) e melhorando a disposição para as atividades do dia a dia.
  • Não chegar nas refeições principais com uma fome descontrolada e acabar comendo com muita pressa, sem mastigar direito e acabar ingerindo uma quantidade muito maior do que a necessária para aquele momento. Dessa forma a digestão é facilitada, melhorando o bem estar, e o acúmulo de reservas energéticas na forma de gordura corporal diminui.
  • Evitar que o ácido clorídrico produzido pelo estômago danifique as paredes deste órgão, evitando assim desconfortos como azia e “queimação”.
  • Evitar perda de massa muscular e favorecer a perda de reservas de gordura.

Por isso, vale a pena se planejar e realizar lanches intermediários às refeições principais. Sempre respeitando as sensações de fome, é claro.
Uma dúvida muito frequente que observo no consultório é como organizar esses lanches e como variá-los, para torna-los apetitosos e não entrar na monotonia.
Preparei abaixo algumas sugestões, considerando alguns grupos alimentares mais comumente utilizados nestes horários:

Grupo das FRUTAS

   Grupo das FRUTAS + Grupo dos CEREAIS

Grupo das FRUTAS + Grupo dos CEREAIS + Grupo do LEITE

Os lanches podem, ainda, conter outros grupos alimentares como:

A frequência alimentar, os grupos alimentares e suas quantidades variam de pessoa pra pessoa e dependem da fome, rotina, hábitos, preferências, atividade física, entre muitos outros. Um nutricionista pode ajudar a escolher as melhores opções pra você.

Veja algumas receitas:
Sorvete de Banana
– Bolo Integral de Maracujá (utilize a receita do Bolo Integral de Cenoura e substitua a cenoura por maracujá)
Panqueca de Maçã
Pão Integral
Milkshake de Amora Preta
Barrinha de Cereais Caseira

Bom apetite!

Panqueca de Maçã

A maçã e a canela agregam nutrientes, aroma e muito charme à tradicional receita de panqueca.
Experimente esta versão (que também utiliza aveia e não necessita leite e ovos) no café da manhã e inicie o dia repleto de energia e saúde!

Panqueca de Maçã

Costumo utilizar a maçã Fugi em receitas porque ela é mais aromática e saborosa. É claro que é possível substituir por outro tipo de maçã, a receita ficará igualmente nutritiva!

Categorias:
– Café da manhã e lanches
– Vegana

“Leites” vegetais

Leites Vegetais

“Leites” vegetais são bebidas feitas a partir de cereais, oleaginosas ou leguminosas. Seja pra quem é alérgico a proteína do leite ou intolerante a lactose, ou pra quem é vegano ou até mesmo para aqueles que buscam uma alimentação mais variada e mais saudável, eles são uma ótima opção.
Estes “leites” podem substituir culinariamente o leite de vaca consumido tão frequentemente e utilizado em diversas preparações. No entanto, é preciso ter em mente que nem sempre são ricos em cálcio, então não necessariamente são substitutos nutricionais deste alimento.
No mercado é possível encontrar opções fortificadas com cálcio, como “leite” de soja, arroz, aveia, macadâmia, entre outros (nesse caso, sempre procurar as opções sem açúcar).
Mas nada melhor do que fazer em casa o seu próprio “leite” vegetal, e é justamente isso o que vou ensinar a fazer hoje!
A fórmula básica é a seguinte:

Leites Vegetais

  • Tempo de molho: em geral, o tempo de molho para os grãos é de pelo menos 8 horas. Se tiver costume de germinar, ainda melhor.
    No caso da aveia, pode-se usar flocos ao invés do grão, e neste caso o tempo de molho diminui para pelo menos 1 hora.
  • Proporção de grão e água: uma medida do grão seco (antes do molho) para três medidas de água. Dependendo da preferência de cada um, essa proporção pode mudar.
  • Cozimento: alguns “leites”, como o da soja, precisam de cozimento antes de serem consumidos. Nesse caso, após coar levar ao fogo e deixar ferver por 30 minutos, sempre retirando com uma escumadeira o excesso de espuma que vai se formando.

Sirva-os puros, adoçados (de preferência com mel ou açúcar mascavo), com cacau, com canela e outras especiarias, batidos com frutas, etc.
Experimente também fazer com água de coco ao invés de água mineral: o de amêndoas, particularmente, fica maravilhoso!

Observação: aproveite o resíduo coado em outras preparações, como em bolos, tortas, pães, assados, sopas e saladas. No caso da amêndoa, retirar a casca antes de liquidificar para poder aproveitar o resíduo.

Muffin Integral de Banana e Aveia

Perfeita para o café da manhã e lanches, a receita dessa semana é boa opção para fornecer energia e matar aquela vontade de comer um docinho.
Por ser feito com farinha integral e aveia, possui fibras que auxiliam no funcionamento regular do intestino e no controle do colesterol e da glicemia.  Por não conter ovos nem leite, é isento de colesterol e possui baixo teor de gordura.

Muffin de Banana e Aveia

CATEGORIAS:
– Café da manhã e lanches
– Vegana