Páscoa Consciente

Páscoa

A Páscoa está chegando e resolvi escrever esse post para sugerir algumas escolhas que podem tornar essa data uma época mais saudável, mais feliz e muito mais consciente. Acompanhe:

  • Amplie os conceitos para além dos ovos de chocolate

Páscoa significa passagem. É celebrada pelos cristãos pelo motivo da Ressureição de Cristo. Os judeus também celebram essa data pela libertação do povo judeu da escravidão. E pela coincidência com o início da primavera no hemisfério norte, os camponeses celebravam o início de uma estação mais fértil e mais produtiva.  Independente de suas crenças, entenda que, antes de tudo, é uma data que simboliza o nascer e o renascer, uma transformação para algo melhor. Aproveite esse período para refletir um pouco mais sobre como este conceito pode ser aplicado na sua vida e no seu dia a dia, e convide seus familiares, amigos, vizinhos e crianças e pensarem sobre isso também.

  • Cuidado com o consumismo

Uma publicidade abusiva e traiçoeira envolve a venda de Ovos de Páscoa, principalmente por estar direcionada às crianças. Cada produto do mercado está associado à um personagem, à um brinquedo, à uma “surpresa”, induzindo crianças a um consumismo desenfreado de marcas e à ingestão excessiva de guloseimas pouco nutritivas.

  • Leia os rótulos

Em se tratando de chocolate, prefira sempre aqueles com uma maior quantidade de cacau. O cacau é bastante nutritivo e possui antioxidantes que fazem muito bem pra nossa saúde, mas infelizmente a grande maioria dos chocolates disponíveis no mercado possui uma quantidade mínima de cacau, e uma quantidade abusiva de açúcar. Na lista de ingredientes presente obrigatoriamente na embalagem, o primeiro ingrediente é aquele presente em maior quantidade, e o último ingrediente é o presente em menor quantidade. Leia os rótulos, ou pelo menos faça o possível, já que muitas vezes as letrinhas miúdas não são tão fáceis de decifrar, e tente fazer escolhas mais saudáveis pra você e para as pessoas que você ama.

  • Coma chocolate!

Chocolate é uma delícia, difícil encontrar alguém que não goste. Por isso, coma chocolate, não há problema algum nisso. Mas coma de forma consciente: aproveite todos os aspectos deste momento, perceba todas as sensações que isso lhe traz.

Para ajudar, siga os seguintes passos:

  1. Separe uma quantidade de chocolate que você acredita ser suficiente. Guarde o restante para depois.
  2. Pare todas as outras atividades que você estiver fazendo (trabalhar, assistir TV, utilizar o celular, etc) e sente-se.
  3. Observe o chocolate: a cor, o aspecto. Sinta o aroma.
  4. Morda um pequeno pedaço. Deixe-o derreter na boca, aprecie sua textura, seu sabor. Pense em todos os aspectos que te agradam neste alimento. Pense nas sensações e nas lembranças que este momento te proporciona. Só então engula.
  5. A cada mordida, observe seu corpo e perceba sua saciedade física e emocional.

Afinal, se comer chocolate é tão bom, por que fazê-lo com pressa e sem prestar atenção?

Boa Páscoa!!!

Para saber mais:

– Post de Maio/2014: De olho nos rótulos

– Post de Julho/2014: Alimentação consciente

– GENTA (Grupo Especializado em Nutrição e Trasntornos Alimentares): Mindful Eating (Comer Consciente

– Do campo à mesa: A polêmica da publicidade direcionada à criança

 

Sobre a imagem:
A imagem de capa deste post é o registro de uma atividade realizada com crianças internadas no Instituto da Criança no Hospital das Clínicas, em São Paulo, durante um estágio curricular que fiz no final da Faculdade. Muitas destas crianças tinham restrições alimentares e não poderiam comer chocolate. Abordamos então o tema da Páscoa de forma diferente, com recortes de EVA, canetas, fitas e lantejoulas.

De olho nos rótulos!

As informações contidas nos rótulos dos alimentos industrializados são importantíssimas para o conhecimento do que exatamente está sendo consumido e para a verificação da qualidade do produto. É recomendado que os rótulos sejam sempre consultados antes da compra ou do consumo.

Slide1

Essas informações são especialmente importantes para nos auxiliar a fazer escolhas mais saudáveis. Assim, antes de escolher qual comprar, compare as informações nutricionais de um mesmo produto de marcas diferentes e observe:

  • Menor quantidade de gorduras (principalmente saturadas e trans) e sódio;
  • Maior quantidade de fibras alimentares;
  • Se o produto da marca A possui “açúcar” como primeiro item na lista de ingredientes e o produto da marca B tiver este mesmo ingrediente em terceiro lugar, o produto da marca B é uma melhor escolha neste aspecto.
  • Em geral, quanto menor a quantidade de ingredientes (principalmente daqueles com nomes complicados e desconhecidos) mais próximo do natural está o produto, e portanto melhor para a nossa saúde.

Outras informações importantes:

Transgênicos: O símbolo transgênico  indica que o produto con­tém mais de 1% de ingredientes transgênicos.

Contém/Não contém glúten: A informação é obrigatória devido à grande quantidade de indivíduos alérgicos a esta proteína (doença celíaca).

0% Gordura Trans: Significa que em uma porção há menos do que 0,2g deste nutriente. No entanto, é importante saber que isso nem sempre significa ausência total de gordura trans no produto! Quando há menos do que 0,2g de gordura trans na porção, é permitido que se diga que contém 0g. Somando-se todas as porções presentes na embalagem, pode-se chegar a uma quantidade considerável de gordura trans no produto. Assim, fique de olho nos ingredientes: se houver gordura vegetal hidrogenada, ou simplesmente gordura vegetal ou gordura hidrogenada, contém sim gordura trans.

Diet: produto totalmente isento ou que possui quantidade insignificante (menor que 0,5%) de algum nutriente. Indicados para indivíduos com restrição ou ingestão controlada de algum nutriente.

Light: produto com quantidade reduzida de algum nutriente quando comparado à versão convencional. Esta redução deve ser de, no mínimo, 25%. Indicado para indivíduos que querem ou precisam reduzir ingestão de algum nutriente.

Em caso de dúvidas a respeito das informações contidas nos rótulos, é possível ligar para o SAC da empresa, cujo número é sempre informado nas embalagens.

Referência:
– Rotulagem Nutricional Obrigatória – Manual de orientação aos consumidores – Educação para o consumo saudável – ANVISA, 2008