(PANCs – Parte 3) Hibisco e Maria-Sem-Vergonha

Utilizar flores na alimentação é uma belíssima forma de agregar nutrientes e sabor à preparações simples.

Hibisco - CópiaAs sépalas do cálice da flor de Hibisco (também conhecido como Vinagreira ou Rosela) possuem sabor levemente azedinho, e o que mais se destaca é a linda cor vermelha que conferem a qualquer preparação. São bastante utilizadas na forma de chá, porém suas utilidades culinárias vão além: os cálices podem ser utilizados em molhos, chutneys, pães, sobremesas e outras bebidas. Na culinária nipo-brasileira os cálices são utilizados para fazer uma conserva, Hana-umê.

20150620_114922_Richtone(HDR)A Maria-Sem-Vergonha nasce espontaneamente em quase todo quintal aqui na região Sudeste, fazendo jus ao nome, e floresce o ano todo. Quem, quando criança, nunca provou uma destas flores ou utilizou para fazer “comidinhas” nas brincadeiras infantis? Pois saiba que as flores de maria-sem vergonha podem ser consumidas cruas ou cozidas, em geral em saladas, sobremesas ou como decoração comestível em outras preparações.

Abaixo compartilho três receitas elaboradas com estas flores. E asseguro que, além de lindas, ficaram também muito saborosas!

Pão de Hibisco

Geleia Hibisco e Maria Sem Vergonha

Comidas6

Para saber mais:

– Livro Plantas Alimentícias Não Convencionais (PANC) no Brasil – Guia de identificação, aspectos nutricionais e receitas ilustradas – Valdely Ferreira Kinupp e Harri Lorenzi – 2014

– Livro Entre o Jardim e a Horta, as flores que vão para a mesa – Gil Felippe – 2003

Brotos

Brotos são super fáceis de fazer e agregam um valor nutricional e vitalidade incríveis para o dia a dia. Além de que é maravilhoso acompanhar o crescimento do brotinho a cada dia que passa!
Há um tempo que agreguei germinados na minha alimentação e sempre germino sementes em casa, mas brotos foi a primeira vez que fiz. Escolhi, para começar, o de trigo e o de girassol.

Instruções para fazer, do modo como me foi ensinado pela amiga e professora Jane Susie, da Oficina Germinar:

1) Germine as sementes: 8 horas de molho em água e depois 8 horas no ar (para saber mais sobre germinação, clique aqui);

2) Preencha um pratinho raso com húmus de minhoca (não é necessário furar embaixo) e disponha as sementes por cima (não é necessário enterrar);

3) Umedeça de manhã e à noite com um borrifador de água e espere crescer!
O tempo para a colheita é de 7 a 10 dias, dependendo se estiver calor ou um pouco mais frio.

Broto de Trigo

Broto de Girassol

Outras sementes que também podem ser utilizadas para brotos são: alfafa, trevo, feijão moyashi, lentilha, feno-grego, quinoa, rabanete, gergelim, etc…
No entanto, é importante ressaltar que nem todos os brotos seguem o processo acima descrito, por isso vale se informar antes.

Salada de couscous marroquino com legumes e castanha do pará

 couscous marroquino

O couscous marroquino é feito de semolina de trigo. Fonte carboidratos, pode ser um substituto do arroz, batata e macarrão.

catanha do pará

A castanha do pará é rica em gorduras insaturadas (benéficas para a saúde do coração se consumidas moderadamente), proteínas e minerais (selênio, magnésio, potássio, cálcio, fósforo…). É também poderosa fonte de antioxidantes.

A receita desta semana une estes dois ingredientes em uma deliciosa salada!

salada de couscous marroquiCategorias:
– Acompanhamento
– Vegana

Flores Comestíveis

Primavera, a estação das flores, chegou! E por que não aproveitá-las na culinária? Além de deixar as preparações mais coloridas e atraentes, são saborosas e muito nutritivas! Possuem carboidratos, vitaminas, minerais e antioxidantes.

Algumas flores já são usadas convencionalmente: brócolis, couve-flor, aspargo, alcachofra… Mas muitas outras utilizadas normalmente como ornamentais podem também ser consumidas!

As flores devem ser colhidas logo cedo pela manhã e podem ser utilizadas bem frescas ou desidratadas. Alguns mercados e quitandas já vendem algumas espécies prontas para consumo.

É possível inclui-las em uma diversidade de pratos: saladas, sopas, sucos, geléias, canapés, patês, risotos, decorações de sobremesas e muitos outros!

Importante ressaltar que algumas flores podem ser tóxicas, por isso utilize apenas as mais conhecidas. Veja abaixo alguns exemplos de flores comestíveis:

begônia Begonia circulata Begoniaceae Msgç (4) calêndula Calendula officinalis Compositae Asteraceae Pouso Frio (1)

capuchinha  Trapaeolum majus Tropaeolaceae Pouso Frio SFX (8) cravina Dianthus chinensis Caryophylaceae Ubatuba (1)

dente de leão Sonchus oleraceus Compositae Asteraceae  MSGÇ (3) DSCN0265

flor de maio Schumbergera truncata Cactaceae  P Açu  (4) A. J. Gaspar

roseira Rosa grandiflora Rosaceae MSGÇ (5) rosela Hibiscus sabdariffa Malvaceae P Açu Ubatuba (1)

Sugestão de Receita: Salada de Folhas Verdes e Rosas
Salada Folhas Verdes e Flores