(PANCs – Parte 3) Hibisco e Maria-Sem-Vergonha

Utilizar flores na alimentação é uma belíssima forma de agregar nutrientes e sabor à preparações simples.

Hibisco - CópiaAs sépalas do cálice da flor de Hibisco (também conhecido como Vinagreira ou Rosela) possuem sabor levemente azedinho, e o que mais se destaca é a linda cor vermelha que conferem a qualquer preparação. São bastante utilizadas na forma de chá, porém suas utilidades culinárias vão além: os cálices podem ser utilizados em molhos, chutneys, pães, sobremesas e outras bebidas. Na culinária nipo-brasileira os cálices são utilizados para fazer uma conserva, Hana-umê.

20150620_114922_Richtone(HDR)A Maria-Sem-Vergonha nasce espontaneamente em quase todo quintal aqui na região Sudeste, fazendo jus ao nome, e floresce o ano todo. Quem, quando criança, nunca provou uma destas flores ou utilizou para fazer “comidinhas” nas brincadeiras infantis? Pois saiba que as flores de maria-sem vergonha podem ser consumidas cruas ou cozidas, em geral em saladas, sobremesas ou como decoração comestível em outras preparações.

Abaixo compartilho três receitas elaboradas com estas flores. E asseguro que, além de lindas, ficaram também muito saborosas!

Pão de Hibisco

Geleia Hibisco e Maria Sem Vergonha

Comidas6

Para saber mais:

– Livro Plantas Alimentícias Não Convencionais (PANC) no Brasil – Guia de identificação, aspectos nutricionais e receitas ilustradas – Valdely Ferreira Kinupp e Harri Lorenzi – 2014

– Livro Entre o Jardim e a Horta, as flores que vão para a mesa – Gil Felippe – 2003

Bolo de Banana com Casca

O tema de aproveitamento integral de alimentos já foi abordado anteriormente neste blog, mas quis adicionar uma receita maravilhosa de um bolo de banana que utiliza também as cascas desta fruta.
A banana é uma fruta facilmente encontrada o ano inteiro, e não possui muita quantidade de agrotóxicos. Mesmo assim, utilizar bananas orgânicas é sempre uma melhor opção, pois os agrotóxicos se concentram na casca.

Utilizar integralmente os alimentos e escolher opções orgânicas fazem parte de uma alimentação consciente e sustentável, que faz bem para o nosso corpo, para o meio ambiente e para a sociedade.

Bolinho de Banana com Casca

Aproveitamento Integral das Hortaliças

O desperdício de alimentos no Brasil é um dos mais elevados do mundo: 26,3 milhões de toneladassão desprezadas por ano, sendo que 20% deste número são desperdiçados no momento do preparo culinário.

Aproveitar integralmente as hortaliças é utilizar também as partes comestíveis não convencionais, como cascas, talos, folhas e sementes, de modo a diminuir o desperdício e potencializar o valor nutritivo das preparações.

São exemplos:

Folhas: brócolis, couve flor, abóbora, cenoura.

Casca: cenoura, pepino, abóbora, berinjela, batata, beterraba, laranja, abacaxi.

Talos: brócolis, couve flor, rúcula, agrião.

Sementes: abóbora, mamão.

Estas partes normalmente desprezadas possuem valor nutricional igual ou até mesmo superior ao que se consome convencionalmente. As cascas, por exemplo, possuem mais proteínas, lipídeos e fibras do que a polpa.

Observação: grande parte dos agrotóxicos é retida na casca e nas sementes dos vegetais, por isso é importante dar preferência para os orgânicos!

Para aproveitar estes benefícios, basta não retirar estas partes na hora do preparo ou então separar e utilizar depois em risotos, recheios, bolinhos, sopas, chás, sucos, etc.

O chá feito com a casca de abacaxi fica super saboroso e tem propriedades digestivas e diuréticas, auxiliando na desintoxicação do organismo e evitando a retenção de líquidos. Além disso, é uma ótima opção para aquecer o corpo neste finzinho de inverno!

Chá de Casca de Abacaxi

CATEGORIAS:
– Bebidas
– Vegana

Referências:
– ONG Banco de Alimentos
– Projeto Mesa Brasil do SESC
– Instituto Akatu